segunda-feira, 24 de junho de 2013

O ENDEREÇO DE DEUS.


Em minha imaginação cheguei a Adão e disse: "Senhor Adão, tenho certeza de que é o nosso primeiro pai. Sei que o senhor tem o endereço. Por favor, dê-me o endereço de nosso Pai celestial." Então ele me diria com bastante alegria: "Bem, ele mora no jardim do Éden. Se você for lá encontrará a localidade do Pai." "Quando o senhor caiu da graça", perguntei, "foi tirado do jardim do Éden. Qual é o endereço desse jardim?" "Bem, acho que não sei", respondeu Adão. Então, através da imaginação, decidi ir visitar Abraão. Estava desanimado, mas cheguei a Abraão e disse: "Senhor Abraão, o senhor é o pai da fé, e muitas vezes encontrou-se com Deus. Por favor, diz-me onde é o endereço do Pai." Abraão respondeu: "Bem, sempre que precisei de Deus erigia um altar, sacrificava um animal e esperava por ele. Às vezes ele vinha a mim e às vezes não. Não conheço, pois, seu endereço." Então deixei Abraão e fui a Moisés, dizendo: "Senhor Moisés, certamente que o senhor conhece o endereço do Pai. O senhor teve a presença dele continuamente." "É claro que o conheço", respondeu Moisés, "ele estava no tabernáculo construído no deserto. De dia ele se encontrava na coluna de nuvem e de noite ele estava na coluna de fogo. Vá lá e encontrará Deus. É lá que ele mora." "Mas", disse eu, "quando os israelitas entraram em Canaã, o tabernáculo do deserto desapareceu. Onde está esse tabernáculo, hoje?" "Não sei", respondeu Moisés. Novamente desanimado, cheguei-me ao rei Salomão. Disse: "Rei Salomão, o senhor construiu um templo magnífico com pedras e granito coloridos. Tem o endereço de Deus agora?" "É claro. Deus habita no maravilhoso templo de Salomão" disse-me ele. "Quando uma maldição ou uma doença se espalhava por meu país, o povo orava ao Deus que estava no templo, e Deus os ouvia e respondia às suas orações." "Onde está o templo?" perguntei. Bem, sinto muito", retorquiu Salomão. "Esse templo foi destruído 600 anos antes de Cristo pelos babilônios. Não temos o endereço desse templo hoje." Então fui a João Batista e disse: "Senhor João Batista, certamente o senhor sabe o endereço de Deus, "Sim", respondeu João. "Vá ao Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo, Jesus Cristo. Ele é o endereço de Deus." De modo que em minha viagem à procura do endereço de Deus cheguei a Jesus. Certamente que em Jesus encontraria Deus. Mediante Jesus Deus falou, e através de seu único Filho, realizou milagres. Onde quer que Jesus habitasse, ali Deus também habitava. Meu coração se regozijou ao encontrar o endereço de Deus. Entretanto, ainda tinha uma grande pergunta. Jesus morreu, ressurgiu e subiu aos céus. Mas onde é o endereço de Jesus Cristo? Uma vez mais, voltei ao ponto de partida. Perguntei; "Jesus, onde está o senhor? Não tenho seu endereço e não posso dizer a meu povo onde o senhor habita." Então me veio a resposta. Jesus disse: "Morri e ressuscitei. Enviei o Espírito Santo a cada um de meus seguidores. Disse-lhes que jamais os deixaria órfãos. Disse-lhes que oraria ao Pai e que ele lhes mandaria o Espírito Santo e que nesse dia vocês saberiam que eu estou no Pai e o Pai em mim e que eu estou em vocês e vocês estão em mim.' Gradativamente comecei a ver que através do Espírito Santo, Deus Pai e Deus Filho habitavam dentro de mim. Li em 2 Coríntios que Deus nos selou e enviou o seu Espírito Santo para dentro de nosso coração. Encontrei o endereço de Deus. Descobri que seu endereço é o meu endereço. Então saí aos meus cristãos e comecei a pregar com audácia: — Podemos encontrar a localidade de Deus. Agora descobri seu endereço. Seu endereço é meu endereço, ele habita em mim com todo o poder e autoridade. Através do Espírito Santo Deus Pai e Deus Filho habitam em mim, e vão comigo aonde quer que eu vá.