quinta-feira, 23 de junho de 2011

A FORÇA DE UM VOTO SACRIFICIAL NO ALTAR.

  
Quantas são as pessoas que nesse momento estão aguardando um milagre, uma resposta de Deus para a sua vida, o mais trágico, é que grande parte dessas mesmas pessoas, ouviram uma profecia de alguém, uma revelação, e estão esperando  acontecer algo. Alguns perderam a fé, estão frustrados,decepcionados, presos, pelo engano da religião. A verdade, que Deus não age porque as pessoas estão sofrendo, porque simplesmente estão dentro de uma igreja, as lagrimas sozinhas não comovem a Deus, o desespero não intimida  Deus, A fé através do voto sacrifical, é a única voz que Deus respeita. Veja o caso de Ana esposa de Elcana, a bíblia relata que Elcana tinha duas mulheres, Ana e Penina. Penina tinha filhos, Ana porem era estéril. Todo ano Elcana subia de sua cidade para ir ao templo adorar e sacrificar (Isamuel 1:5). Todas as vezes que Elcana sacrificava, ele dava porções do sacrifício a Penina, seus filhos, e filhas, porem a Ana ele dava parte maior, porquanto ele amava a Ana. A bíblia diz que Penina, zombava de Ana, constantemente, procurando irritá-la. Elcana subia todo o ano a casa do Senhor, Penina, continuava zombando de Ana, que chorava muito e não comia, veja que Elcana tentava consolar Ana, porem sem sucesso :
Então Elcana, seu marido, lhe disse: Ana, por que choras? E por que não comes? E por que está mal o teu coração? Não te sou eu melhor do que dez filhos? (I Samuel 1:8). Um dia Ana manifestou a sua fé, durante muito tempo, ela apresentava o sacrifício que Elcana dava para ela, ou seja ela estava na sombra de Elcana, apartir do momento, em que ela orou ao senhor, derramou a sua amargura diante de Deus, fez o seu próprio sacrifício, através do seu voto, ela chamou a atenção de Deus. veja: E fez um voto, dizendo: SENHOR dos Exércitos! Se benignamente atentares para a aflição da tua serva, e de mim te lembrares, e da tua serva não te esqueceres, mas à tua serva deres um filho homem, ao SENHOR o darei todos os dias da sua vida, e sobre a sua cabeça não passará navalha. (Isamuel 1:11). Ana perseverou em oração, veja que sua oração e as suas lagrimas não estavam só, mas vieram acompanhada de um voto de sacrifício, agora não era mais a compaixão de Elcana, os sacrifício de Elcana, agora era a própria Ana se vestindo de uma fé sobrenatural, sacrifical, onde ela venceu todos os obstáculos, e vergonha. Houve um dia em que ela estava no templo, clamando a Deus, O seu clamor era tão intenso, que o sacerdote Eli achou que ela estava embriagada. Ela não se deixou levar por nada, ao contrario quem vai para o altar, e coloca o seu sacrifício, ela é revestida de uma certeza que o fogo de Deus vai descer, ou seja a resposta virá. Veja o resultado do voto sacrifical no altar :
E levantaram-se de madrugada, e adoraram perante o SENHOR, e voltaram, e chegaram à sua casa, em Ramá, e Elcana conheceu a Ana sua mulher, e o SENHOR se lembrou dela.
E sucedeu que, passado algum tempo, Ana concebeu, e deu à luz um filho, ao qual chamou Samuel; porque, dizia ela, o tenho pedido ao SENHOR. (Isamuel 1: 19,20). Diz o texto que o senhor se lembrou de Ana, será que Deus se esquece? . Deus jamais se esquece de um filho, a porem uma diferença, entre esquecer e ser propicio, somente o voto sacrifical faz Deus manifestar, para que o seu milagre seja gerado, para que o seu filho venha nascer depende daquilo que voce vai colocar no altar. Porventura pode uma mulher esquecer-se tanto de seu filho que cria, que não se compadeça dele, do filho do seu ventre? Mas ainda que esta se esquecesse dele, contudo eu não me esquecerei de ti. (Isai 49:15) Que Deus te abençõe poderosamente, seu amigo Pr Laerte Brito.