segunda-feira, 25 de abril de 2011

ENTRANDO NO ABRIGO DE DEUS ATRAVÉS DA ORAÇÃO.

Tu, porém, quando orares, entra no teu quarto e, fechada a porta, orarás a teu Pai, que está em secreto; e teu Pai, que vê em secreto, te recompensará(Mt 6:6) . O senhor Jesus esta ensinando um principio poderoso da oração, veja que nesse versículo o Senhor condena os fariseus, com suas praticas religiosas, que só tinha o objetivo de chamar a atenção dos homens. O senhor Jesus aconselha que ao orarmos devemos entrar no nosso quarto, quarto é lugar de descanso e intimidade. A sinceridade na oração, sem hipocrisia, sem medo vai nos levar no lugar secreto, ou seja Deus requer que venhamos nos expor para ele sem reservas, assim como no nosso quarto podemos nos despir, ficarmos a vontade, da mesma forma essa tem que ser a nossa postura ao estarmos na presença de Deus em oração. O apostolo Paulo declara em filipenses 4:6,7:
Não estejais inquietos por coisa alguma; antes as vossas petições sejam em tudo conhecidas diante de Deus pela oração e súplica, com ação de graças.
E a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará os vossos corações e os vossos sentimentos em Cristo Jesus. Veja que a paz de Deus promove descanso, ou seja descanso e intimidade podem ser revelado de uma maneira plena quando estamos em nosso quarto. Deus em Cristo tem para nós esse lugar secreto, lugar daqueles que querem ser íntimos de Deus, haja vista que o salmo 91:1 declara essa verdade : Aquele que habita no esconderijo do Altíssimo, à sombra do Onipotente descansará. Saiba que o véu se rasgou de alto a baixo, não a mais separação para aqueles que querem viver no sobre-natural de Deus, por isso meu amigo, vá em frente Deus tem coisas profundas para a sua vida, Cristo Jesus abriu para voce o caminho da comunhão com o Pai, encontre o seu lugar em Deus. Que Deus te abençoe poderosamente; Seu amigo Pr Laerte Brito.

Henry P. Crowell contraiu tuberculose quando menino e não podia ir à escola. Depois de ouvir um sermão de Dwight L. Moody, o jovem Crowell orou:
“Eu não posso ser pregador, mas posso ser um bom empresário. Deus, se o Senhor me deixar ganhar dinheiro, vou usá-lo em Seu serviço”. Sob o conselho de seu médico, Crowell trabalhou ao ar livre durante sete anos, e recuperou a saúde.
Ele então comprou um moinho velho em Ravenna, Ohio. Dentro de dez anos a Aveia Quaker era uma palavra familiar para milhões de pessoas. Crowell também operou uma empresa de fogões com muito sucesso.
Por mais de 40 anos, Henry P. Crowell deu fielmente de 60 a 70% de sua renda para Deus, tendo começado a dar dízimo de 10% inicialmente. Ainda hoje, desde 1901, a Aveia Quaker é líder de mercado. A companhia fatura mais de 10 bilhões de dólares por ano.