sexta-feira, 4 de fevereiro de 2011

A MISSÃO DA IGREJA

E percorria Jesus todas as cidades e aldeias, ensinando nas sinagogas, pregando o evangelho do reino, e curando toda sorte de doenças e enfermidades.
Mateus 9:35
Ensinar

Jesus fazia três coisas: ensinava, pregava o evangelho do reino e curava. O ensino deve estar presente na vida de todo discípulo. Como podemos ensinar se não somos ensinados? Por isso, todo discípulo é, primeiramente, ensinável através de seu líder discipulador e também pela palavra, na qual medita de dia e de noite. Hoje as pessoas estão cheias de conceitos, o mundo está cheio de filosofias humana e religiosas.

Se não estivermos preparados, não poderemos ensiná-las. Jesus ensinava porque era Mestre. Temos que ser mestres na palavra. Ser mestre, porém, não se resume a conhecimento, mas prática da palavra. Jesus ensinava com autoridade porque não o fazia como os fariseus (Mt.7:28,29). Ele tinha autoridade porque vivia o que falava e falava o que vivia. Seu ensino era coerente.

Pregar o evangelho do reino

Jesus também pregava o evangelho do reino. Ele não pregava o evangelho do homem, mas do reino. É o evangelho que centraliza Deus e não o homem. Hoje existe um pseudo-evangelho, aquele que centraliza o homem, que faz tudo girar em torno dele. Cuidado com o falso ensino! Pregar o evangelho do reino não é fácil, as pessoas geralmente não se interessam por ele.

Tem que ser na unção, no sobrenatural. O evangelho do reino fala de aliança, de mudança de caráter, de submissão absoluta ao Deus Criador. Quando Jesus, certa vez, começou a falar de comer Sua carne e beber Seu sangue (aliança), muitos discípulos se afastaram e já não andavam mais com Ele (Jo.6:41-66). O evangelho do reino é desafiador, é cruz, é entrega, é sair da zona de conforto e entrar na zona de confronto. Tudo porque o fim é Ele, a glória é dEle e não do homem.

Curar os enfermos

Ele também curava toda a sorte de doenças e enfermidades. Jesus curava como demonstração do amor de Deus, que não discrimina ninguém, que está sempre pronto a abençoar a todos. Ele nunca rejeitou ninguém! A cura dos enfermos faz parte do ministério de todo discípulo, de todo que é enviado. Somos enviados para orar pelos enfermos e curá-los em nome de Jesus. Ele disse que este seria um dos sinais que acompanhariam os que cressem: imporiam as mãos sobre os enfermos e ficariam curados (Mc.16:18). O evangelho é completo: é cura do espírito, alma e corpo.

Não podemos enfatizar uma parte do evangelho e desprezar outra. Cura do espírito vem pela pregação do evangelho do reino; cura da alma vem pelo ensino da palavra; e cura do corpo vem pela oração da fé!

Como posso ter certeza de que eu vou para o Céu quando morrer?


Você sabe com certeza que você tem vida eterna e que você vai para o Céu quando morrer? Deus quer que você tenha certeza disso! A Bíblia diz: “Estas coisas vos escrevi, a fim de saberdes que tendes a vida eterna” (1 João 5:13). Suponha que você estivesse na frente de Deus neste exato momento e Ele lhe perguntasse: “Por que eu deixaria você entrar?” O que você diria? Você pode não saber o que responder. O que você precisa saber é que Deus nos ama e providenciou para nós uma forma para que pudéssemos saber com certeza onde vamos passar a eternidade. A Bíblia afirma isto assim: “Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.” (João 3:16). Em primeiro lugar, precisamos entender o que está nos mantendo afastados do Céu. O problema é este – nossa natureza pecaminosa nos impede de ter um relacionamento com Deus. Nós somos pecadores por natureza e por escolha. “Pois todos pecaram e carecem da glória de Deus” (Romanos 3:23). Nós não podemos salvar a nós mesmos. “Porque pela graça sois salvos, mediante a fé; e isto não vem de vós; é dom de Deus; não de obras, para que ninguém se glorie” (Efésios 2:8-9). Nós merecemos a morte e o inferno. “Porque o salário do pecado é a morte” (Romanos 6:23). Deus é santo e justo e deve punir o pecado, mas ainda assim Ele nos ama e providenciou perdão para o nosso pecado. Jesus disse: “Eu sou o caminho, a verdade e a vida. Ninguém vem ao Pai senão por mim” (João 14:6). Jesus morreu por nós na cruz: “Pois também Cristo morreu, uma única vez, pelos pecados, o justo pelos injustos, para conduzir-vos a Deus” (1 Pedro 3:18). Jesus foi ressuscitado dos mortos: “O qual foi entregue por causa das nossas transgressões e ressuscitou por causa da nossa justificação” (Romanos 4:25). Então, de volta à questão inicial - “Como posso ter certeza de que eu vou para o Céu quando morrer?” A resposta é – acredite no Senhor Jesus Cristo e você será salvo (Atos 16:31). “Mas, a todos quantos o receberam, deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus” (João 1:12) Você pode receber a vida eterna como um dom GRATUITO. “Mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna em Cristo Jesus, nosso Senhor” (Romanos 6:23). Você pode ter uma vida cheia de significado agora mesmo. Jesus disse: “Eu vim para que tenham vida, e a tenham em abundância” (João 10:10). Você pode passar a eternidade com Jesus no Céu, pois Ele prometeu: “E, quando eu for e vos preparar lugar, voltarei e vos receberei para mim mesmo, para que, onde estou, estejais vós também” (João 14:3). Se você quer aceitar Jesus como seu Salvador e receber o perdão de Deus, aqui está uma oração que você pode fazer. Fazer esta oração ou qualquer outra não irá salvar você. É apenas confiando em Jesus Cristo que se recebe perdão dos pecados. Esta oração é simplesmente uma forma de expressar a Deus a sua fé Nele e agradecer por providenciar o seu perdão. “Deus, eu sei que pequei contra Ti e mereço punição. Mas Jesus Cristo tomou sobre Si a punição que eu mereço para que através da fé Nele eu pudesse ser perdoado. Eu me volto contra o meu pecado e ponho a minha confiança em Ti para salvação. Obrigado por Tua graça e perdão maravilhosos! Amém!” Fonte O Peregrino.