terça-feira, 28 de junho de 2011



O REINO DE DEUS É TOMADO POR ESFORÇO. PARTE 2

 
Deus se revelou a Gideão, e o chamou para ser o libertador da escravidão, que o seu povo estava sofrendo. A escolha de Gideão aconteceu porque Deus viu nele um espírito de revolta contra a situação que vivia o seu povo. Veja que a família de Gideão era a mais pobre, e a sua tribo era a menor de todas. Deus não esta buscando, grandes homens, segundo o padrão do mundo, a única coisa que Deus procura, são pessoas determinadas inconformadas, com a derrota, pessoas que estão dispostas a sacrificar indo às ultimas conseqüências para que Deus manifeste, esse é o espírito do vencedor. Gideão no capitulo (6: 19-24), ofereceu a Deus um sacrifício, um cabrito, bolo asmos, carne, farinha. O anjo do senhor ordenou que Gideão colocasse a carne, o bolo asmos, sobre a pedra, e mandou jogar também o caldo da carne, então o anjo estendeu a ponta do cajado que estava em sua mão, e tocou o sacrifício, subiu fogo da pedra e consumiu tudo. O anjo desapareceu, de seus olhos, então o Senhor diz a Gideão paz seja com tigo, não temas não morrerás. Gideão edificou um altar, ao Senhor chamou o Senhor é paz (JEOVA SHALON). Veja que Deus estava convocando Gideão para uma grande batalha, esse sacrifício que ele apresentou a Deus, não foi o perfeito sacrifício, no entanto Deus se manifestou, para confirmar que estaria com ele nessa batalha, trouxe para ele uma segurança que ele não morreria. O filho de Deus, quando é selado com o Espirito Santo, ele recebe uma paz interior, porem Deus coloca em sua mão uma espada, somos chamados para a guerra, o REINO DE DEUS É TOMADO POR ESFORÇO. Veja voce que no versículo (6:25-28), Deus lhe pede o perfeito sacrifício, eu diria o sacrifício da vitoria de Gideão:
E aconteceu naquela mesma noite, que o SENHOR lhe disse: Toma o boi que pertence a teu pai, a saber, o segundo boi de sete anos, e derruba o altar de Baal, que é de teu pai; e corta o bosque que está ao pé dele.
E edifica ao SENHOR teu Deus um altar no cume deste lugar forte, num lugar conveniente; e toma o segundo boi, e o oferecerás em holocausto com a lenha que cortares do bosque.
Então Gideão tomou dez homens dentre os seus servos, e fez como o SENHOR lhe dissera; e sucedeu que, temendo ele a casa de seu pai, e os homens daquela cidade, não o fez de dia, mas fê-lo de noite.
Levantando-se, pois, os homens daquela cidade, de madrugada, eis que estava o altar de Baal derrubado, e o bosque estava ao pé dele, cortado; e o segundo boi oferecido no altar que fora edificado. Vamos analisar a revelação desse sacrifício, que foi pedido pelo próprio Deus; 1-  O segundo boi de 7 anos representa o Senhor JESUS CRISTO,.... O número 7 tem como simbolismo a perfeição. Em (I Co 15. 22, 45-47, 49) lemos: Porque, assim como, em Adão, todos morrem, assim também todos serão vivificados em Cristo”, e ainda: “Pois assim está escrito: O primeiro homem, Adão, foi feito alma vivente. O último Adão, porém, é espírito vivificante. Mas não é o primeiro o espiritual, e sim o natural; depois, o espiritual. O primeiro homem, formado da terra, é terreno; o segundo homem é do céu... E, assim como trouxemos a imagem do que é terreno, devemos trazer também a imagem do celestial”.
2- O diabo humilhou o 1º boi, simbolismo de Adão, encheu de enfermidades, miséria, dúvidas, morte e muito mais... O primeiro Adão era defeituoso, por isso o 1º boi não seria suficiente para obter aquela vitória, daí Deus exigir o 2º boi de sete anos para dar-lhes a vitória, porque significa o sacrifício perfeito (hoje sabemos que representa Jesus Cristo). Na próxima postagem falaremos mais sobre esse assunto. Que Deus te abençoe poderosamente, seu amigo PR Laerte Brito

Nenhum comentário:

Postar um comentário